O Silêncio quando escolhido torna-se nossa palavra, nosso valor.

Dublin Core

Colaborador

A Casa Tombada

Data

2021

Idioma

Português

Tipo

text

Referência Bibliográfica

ANGELOU, Maya. “Eu sei por que o pássaro canta na gaiola”. Astral Cultural, 2018
ANDRADE, Eugênio. Poemas
ANJOS, R. S. A Utilização dos Recursos da Cartografia Conduzida para Uma África Desmistificada. São Paulo: Humanidades, n° 22. 1989.
ASSIS, Machado de. Memórias póstumas de Brás Cubas.
BONDIA, Jorge Larrosa. Notas sobre o saber da experiência .
BOXER; C. R. (1981). O império colonial português: 1415-1825. Lisboa Edições70. 1981.
EVARISTO, Conceição. Vozes- mulheres, poema.
KILOMBA, Grada. “Memórias da plantação: episódio de racismo cotidiano. Cabogó, 2020
OIDA, Yoshi. “Um ator errante”. Via Lettera Editora, 2012
PAULME, D. “As Civilizações Africanas”. Lisboa: Publicações EuropaAmérica. 1977.
RAMOS, Graciliano. “Vidas secas”. Record, 140ª edição, 2019
VERGER, Pierre Fatumbi. “Lendas africanas dos Orixás”. Trad. Maria Aparecida da Nóbrega, 4ª ed. Salvador: Corrupio, 1997
PRANDI, Reginaldo. “Mitologia dos Orixás”. São Paulo: Companhia das Letras, 2001

Formato

Pdf

Arquivos

Coleção

Referência

SILVA, Claudia Regina da , “O Silêncio quando escolhido torna-se nossa palavra, nosso valor.,” Plataforma de Pesquisas - A Casa Tombada, acesso em 16 de agosto de 2022, http://biblioteca.acasatombada.com.br/items/show/1746.

Position: 41 (103 views)